sábado, 26 de março de 2011

A difícil e conturbada volta

Depois de tirar do papel o projeto de dezembro de 2009, concretizando tudo em 75 dias nos Andes, quatorze meses se passaram em desemprego. Em 1° de março comecei uma nova jornada em uma nova empresa, voltei à folha de pagamento e já tenho projeto para 2012!

Não foi nada fácil. Os mais chegados acompanharam tudo de perto e o projeto foi relativamente bem sucedido. O que veio depois é que não foi tão legal. Passei o diabo e a dureza chegou perto de uma perna de três. Vendi dois terços dos equipamentos e se não fosse a bota que recebi por garantia da Salomon, nem bota teria. Mas, as épocas secas passaram.

Comecei a trabalhar como Supervisor Financeiro em uma ong, a Associação Cívica Feminina na Barra Funda, bem ao lado do Parque da Água Branca onde passo meu tempo de almoço relaxando olhando gangues de patos e pintinhos com suas mães. Nem tudo é cheiroso e agrada, no dia 18 de março me aborreci seriamente no trabalho, explico: A Associação tem unidades diferentes, mas tudo dentro do mesmo complexo educacional, temos uma creche, um núcleo infantil, uma unidade de Reabilitação pra Deficientes Visuais, e um Colégio chamado Olga Ferraz.

Neste dia tirei cinco minutos pra conhecer a URDV e fui repreendido de uma forma grosseira e desrespeitosa pela minha superior, quem me entrevistou e me colocou lá. Fiquei tão aborrecido que comuniquei o ocorrido pro conselho da ong, larguei tudo e fui pra casa em pleno horário de trabalho transtornado.

Aconteceu que o tiro saiu pela culatra, mas não o meu, o da pessoa que me ofendeu. Segunda-feira a pedido do conselho fui até a associação e depois de uma conversa ótima fui convidado a continuar o meu trabalho. Topei. Depois de horas fui convidado pra outra reunião, fui promovido a Gerente Administrativo Financeiro. Como são as coisas não?

Tirando isso, a minha readaptação à formalidade é gradual, mas tensa:

>O metrô de São Paulo está pior que trem no Rio de Janeiro, lotado é pouco;
>Tão lotado que nem dá pra se segurar;
>Outro dia na Sé entrei de um lado e fui saído do outro, não consegui ficar dentro;
>O calor humano de dentro da composição as vezes é insuportável...
>Gera suor, e o suor é compartilhado braço a braço;
>Todo dia gasto cerca de 2h e 40m só indo e voltando do trabalho;
>Chego em casa, tomo um banho janto e durmo;
>O barulho do trânsito me ofende tremendamente.

Bem, estes são pontos negativos, existem os bons...

>Sexta-feira teve a festa dos aniversariantes do mês e fui incrivelmente ovacionado;
>Minha recepção foi incomum, e por isso fui parabenizado em particular pelo conselho;
>Nunca trabalhei em um lugar com comida tão, mas tão boa;
>Na minha sala nova trabalho com o barulho de galos cantando dentro do Parque da Água Branca;
>Quando eu bem entender posso levar minha máquina fotográfica e ir ao parque;
>É ótimo relaxar por lá...
>Todo mundo gostou de mim, fui recebido como pai de uma grande família;
>Já tomei uma série de providencias emergenciais pra corrigir problemas causados pela administração anterior;
>Sinto-me seguro trabalhando lá, e o ambiente de trabalho mudou da água pro vinho;
>As pessoas voltaram a rir nos corredores.
>Meu salário subiu 98% em só 17 dias de trabalho.

Como eu disse, está dando tudo certo. A adaptação não é muito fácil, mas eu não me rendo, não quero saber de habilitação e de carro, seguro, ipva, sinistro, pneu, combustível...não! Aproveito a oportunidade pra agradecer a todos que torceram por mim e me deram força, seja ela presente, por e-mail, em pensamento, não interessa como. Força é força.

O que acontece agora? Agora tenho convites de todo lado pra escalar. Posso até escolher. Tenho convite até pro Nepal de dois amigos europeus que vão tentar a sorte em montanhas grandes por lá. Mas como pra lá o dinheiro é mais pesado, acho que não vai rolar. Fora disso me centrei em duas opções principais aqui mesmo e algumas na Europa. Nada certo ainda, pois só o tempo dirá.

O que importa é que as opções são muito, muito legais. Melhor de tudo, ao meu alcance financeiro. Claro, vou precisar renovar alguns itens da minha lista de equipamentos, comprar outros, mas nada impossível. Tenho quatorze meses inteiros pra fazer isso e antes de mais nada, me decidir. Só adianto uma coisa, é montanha de mais de seis mil metros.

O mundo tem muitas opções, e acertando minha vida em dois meses (dívidas), a partir do terceiro mês já consigo começar a preparar o terreno pra nova aventura como trocar de câmera fotográfica, uma das prioridades! Hehehe

Enquanto o tempo não passa, vou concluir este inverno algumas metas que programei aqui na nossa terra, montanhas que já adiei por tempo suficiente, quatro anos. As chuvas estão começando a diminuir e logo em meados de abril acho que já dá pra fazer umas duas que estão na minha programação. E Daí tudo vai seguindo seu rumo, se der certo, sem problemas.


Vulcão San pedro. Solo, de bivaque, bebendo isotônicos. Realizado!


Vulcão Putana, um sonho à ser realizado, não sei quando.


Mont Blanc. Montanha linda, fácil, mas perigosa. Realizado!


Illiniza Norte de 5.125 metros, tentei duas vezes mas não deu. Tempo péssimo.


Vulcão Aucanquilcha, belíssimo vulcão quase nunca escalado no atacama. Realizado!


Cerro Vallecitos. Sonho realizado!


Interessante como o mundo dá voltas não?

Abraços a todos,

Parofes

Este texto também está disponível na minha coluna no alta montanha: http://www.altamontanha.com/colunas.asp?NewsID=2830

10 comentários:

Bea disse...

pode crer!!!

Amanda Lemos disse...

Muito interessante o blog !
Deixo o meu aqui caso queira dar uma olhada, seguir...;

www.bolgdoano.blogspot.com

Muito Obrigada, desde já !

Miriam Chaudon disse...

Paulo,fico feliz com suas novas conquistas e percebo a sua alegria no relato do blog! A vida é assim mesmo,de altos e baixos e o que ela quer de nós é que sejamos corajosos! Algum escritor importante disse isso mas não lembro quem. Não importa, o importante é você passou a fase difícil com coragem e determinação.E foi recompensado!
Que venha 2012 para você realizar mais sonhos! Grande abraço!!!

anarayssa disse...

Seguir adiante é uma meta!! Tem que continuar assim mesmo, acostumar com o trabalho novo é uma questão de tempo e de um pouco de paciência também!!! Que bom poder olhar pro passado e ver tantos sonhos realizados, não ? Fico feliz demais por voce!!! Que os bons ventos continuem soprando pra ti!!! Abraço!!!

Jopz_B1B disse...

OPAZ, um ótimo depoimento, vou tentar colocar isso pra funcionar por aki também... valeuz,

JOPZ

George Volpão disse...

Suerte piá! Pra conquistar alguns cumes, por vezes, precisamos conquistar outras desagradáveis, como boletos, finais de semana em casa e dores nas costas. Vale a pena e você sabe disso.

Abração!

Vivian disse...

Uhuuuuuuu, parabens pelo novo emprego, e muita sorte nestes teus novos sonhos, uhuuuuu

tacio philip disse...

show!!!! parabéns!!!

Paulo Roberto - Parofes disse...

Agradeço a todos pelas palavras de força!
Peço desculpas por não agradecer a cada um como normalmente faço, mas por motivos óbvios agora meu tempo é bem curto hehehe
Abraços a todos!
Parofes

Igor Cazés (A Mosca) disse...

grande Parofes!

E o Pequeno Alpamayo, quer voltar?

Estou com meus projetos tb.

Sorte pra vc

Igor- RJ